domingo, 19 de dezembro de 2010

Finanças na Bíblia






Introdução


Por:Marcos E. Fink


Como ganhar dinheiro, como poupar, como gastar e como doar tempo, talento e dinheiro. Esses quatro princípios de finanças são os que os guias de Educação Financeira elaborados por especialistas em finanças da nossa sociedade colocam como principais.

A Palavra de Deus também aborda esses quatro princípios, entre muitos outros, mas quando olhamos atentamente para a Bíblia, percebemos que há princípios muito mais importantes e relevantes do que esses, os quais precisamos compreender adequadamente se quisermos honrar ao Senhor na área de finanças e bens materiais.

Lembre-se que a principal diferença entre o que a sociedade ensina e o que a Bíblia ensina é a questão de perspectiva. Enquanto a sociedade focaliza o tempo presente neste mundo, a perspectiva bíblica é a Eternidade. Portanto, lembre-se de viver na Perspectiva da Eternidade.

"Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância; a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens". Lucas 12:15.

"Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça..." Mt 6:33.

"Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas". Cl 3:2.

Nos tópicos disponibilizados aqui você encontra os principais princípios bíblicos de finanças. Leia, medite, verifique os versículos bíblicos e peça para que Deus o auxilie a compreender a Sua Palavra, para que você se torne um Mordomo Fiel dos bens e do dinheiro que Deus te conceder para honrá-lo em tudo e cumprir o propósito que Ele tem para você.

Escala de Valores

Quais são suas prioridades? Quais são, de fato, os valores mais importantes para você? Qual é a sua Escala de Valores?

Veja, a seguir, alguns valores essencialmente importantes, conforme a Bíblia:

Deus (1Cr 29:11-12; Sl 40:4; Sl 90:1-2; Lc 12:20-21)
Jesus Cristo (Jo 14:6; At 4:11-12; Fp 2:5-11;
Cl 1:15-20)
O Reino de Deus (Mt 6:33; Mt 13:44-46)
A Fé (Hb 11:6; 1Tm 6:17)
A Alma (Mc 8:36)
As Pessoas (Mt 9:35-36)
A Família (Mt 19:4-6; Hb 13:4; 1Tm 5:8)
A Sabedoria (Pv 16:16; Pv 3:13-26; Pv 4:1-27)
Reputação e Boa Estima (Pv 22:1)
Honestidade e Caráter (Pv 28:6; Sl 15)

A lista acima não é exaustiva e também não está ordenada definitivamente, mas, certamente, de acordo com a Bíblia, esses valores têm precedência aos valores que a nossa sociedade põe em evidência, como:

Dinheiro
Poder
Sucesso Profissional
Popularidade e Fama
Prazeres

Diariamente estamos envolvidos em conflitos de valores. Isso acontece com você? Creio que sim. Por isso, é necessário definir firmemente a sua Escala de Valores, para não titubear quando você estiver frente a frente com um conflito de valores.

Senão, é mais provável que você faça a escolha errada, optando pelos valores mundanos e carnais em detrimento dos valores eternos e espirituais... Pense nisso!

Qual é a sua Escala de Valores?

"Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar a boa, perfeita e agradável vontade de Deus" Rm 12:2.

"Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo" Cl 2:8.

"Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Pois tudo o que há no mundo - a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens - não provém do Pai, mas do mundo. O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre" 1Jo 2:15-17.

Você quer ficar Rico?

Veja este relato contido no livro Saia da Crise Financeira com a Ajuda de Deus, Lecio Dornas, MK Editora, Pág 64-65:

Joseph Adriwich descreve em seu livro 'Série Fashion', editado nos Estados Unidos em 1983, o retrato de gente que investe errado na vida.
Em 1923, reuniram-se no Edward Palace Hotel, em Chicago, os dez empresários mais bem-sucedidos do mundo. Eram eles o presidente de uma grande companhia de aço, o presidente do National City Bank, o presidente de uma grande companhia de aparelhos elétricos, o presidente de uma companhia de gás, o presidente do New York Stock, um grande especulador de trigo, um membro do gabinete do presidente da República, o diretor do maior monopólio do mundo, o líder da Wall Street e o presidente do Bank of International Starly.
Vinte e cinco anos mais tarde, em 1948, eis o que havia acontecido com oito deles: o presidente de uma grande companhia de aparelhos elétricos morreu como fugitivo da justiça, sem dinheiro e em terra estrangeira; o presidente de uma companhia de gás ficou completamente louco; o presidente no New York Stock esteve preso, mas foi solto da penitenciária; o grande especulador de trigo morreu no estrangeiro, falido; o membro do gabinete do presidente da República teve a sua pena diminuída para poder morrer em casa; e outros três tiveram o mesmo fim, suicidando-se.
Isso não é nenhuma alegoria. Isso é literatura séria, é fato histórico.

Talvez não fosse necessário relatar uma história do século passado para perceber que a riqueza é um alicerce inconfiável, pois bastaria citar algumas das últimas notícias de escândalos de corrupção que vemos toda semana na mídia, ou lembrar de pessoas que ficaram famosas recentemente por coisas incríveis que fizeram por causa de riquezas. Mas, com isso em mente, podemos perceber mais facilmente o quanto o texto de 1Timóteo 6:9-10 é verdadeiro e extremamente atual: "Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos" 1Tm 6:9-10.

Você acha que buscar riquezas é um objetivo nobre para a sua vida?

No último trecho do versículo 10, Paulo está dizendo que crentes desviaram da fé porque cobiçaram o dinheiro. O que fazer para não cair na tentação de querer ficar rico e colocar o coração nisso? Veja a orientação que Paulo dá a Timóteo no versículo 11: "Você, porém, homem de Deus, fuja de tudo isso [o desejo de ficar rico] e busque a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança e a mansidão" 1Tm 6:11.

Mesmo as riquezas adquiridas honestamente não garantem coisa alguma e são completamente vulneráveis. Por mais que elas proporcionem uma sensação de segurança, é uma sensação falsa. "Não esgote suas forças tentando ficar rico; tenha bom senso! As riquezas desaparecem assim que você as contempla; elas criam asas e voam como águias pelo céu" Pv 23:4-5. "Ordene aos que são ricos no presente mundo que não sejam arrogantes, nem ponham sua esperança na incerteza da riqueza, mas em Deus..." 1Tm 6:17.

É importante esclarecer que ser rico não é pecado, e, de fato, há muitas pessoas ricas piedosas e tementes a Deus, mas a Bíblia alerta veementemente que colocar a busca por riquezas como prioridade da vida leva a um caminho de afastamento de Deus. "Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro" Mt 6:24. Veja também Ec 5:10-15; Mc 4:18-19; Lucas 12:15 e Hb 13:5. Colocar a esperança no dinheiro também é tolice (Pv 11:4; Pv 23:4-5 e 1Tm 6:17). Compreender isso é básico para lidar com o dinheiro da maneira de Deus. Ele não quer que vivamos em função do dinheiro, mas sim, que usemos o dinheiro sendo mordomos fiéis que honram ao Senhor e que cumprem a Sua vontade.

Deus é o Dono do Universo
"O homem sai nu do ventre de sua mãe, e como vem, assim vai. De todo o trabalho em que se esforçou nada levará consigo" (Ec 5:15).

"... nada trouxemos para este mundo e dele nada podemos levar" 1Tm 6:7.

Quanto dinheiro você tinha quando nasceu? Há algum bem material que você poderá levar quando morrer? Antes de você nascer, de quem era aquilo que você 'possui' hoje? E, depois que você morrer, com quem isso ficará?
Deu para entender? De fato, você não é dono de nada. Até a matéria que constitui o seu corpo não é realmente sua. Então, quem é o dono?

"Teus, ó SENHOR, são a grandeza, o poder, a glória, a majestade e o esplendor, pois tudo o que há nos céus e na terra é teu. Teu, ó SENHOR, é o reino; tu estás acima de tudo. A riqueza e a honra vêm de ti; tu dominas sobre todas as coisas. Nas tuas mãos estão a força e o poder para exaltar e dar força a todos" 1Cr 29:11-12.

"Tanto a prata quanto o ouro me pertencem, declara o SENHOR dos Exércitos" Ag 2:8.

Além disso, quem está no controle das pessoas e das circunstâncias?


"Na verdade, sei que o Senhor é grande, que o nosso Soberano é maior do que todos os deuses. O Senhor faz tudo o que lhe agrada, nos céus e na terra, nos mares e em todas as suas profundezas" Sl 135:5-6.

"De um só fez ele todos os povos, para que povoassem toda a terra, tendo determinado os tempos anteriormente estabelecidos e os lugares exatos em que deveriam habitar" At 17:26.

Você reconhece que Deus é o dono de tudo o que existe e que Ele está no absoluto controle de tudo o que acontece?
Nunca esqueça:

"Não há sabedoria alguma, nem discernimento algum, nem plano algum que possa opor-se ao Senhor" Pv 21:30.


O Mordomo Fiel


"Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: Eu fiz a terra, os seres humanos e os animais que nela estão, com o meu grande poder e com meu braço estendido, e eu a dou a quem eu quiser" Jr 27:5.

Deus criou todas as coisas e é o dono de tudo o que existe. Durante o período de nossa vida, ele coloca aos nossos cuidados dinheiro e bens, segundo a sua vontade, para que as nossas necessidades sejam supridas e para que possamos cumprir o seu propósito em nossas vidas. Ele também nos deu a responsabilidade de administrarmos fielmente tudo o que Ele criou (Gn 1:26), deixando-nos princípios para que pudéssemos cumprir diligentemente estas responsabilidades.

Por causa do pecado, as pessoas "trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre" (Rm 1:25). Este versículo explica porque é tão difícil lidar com as posses materiais de modo a agradar a Deus.

O cristão autêntico, que verdadeiramente deseja ser um discípulo de Jesus e que adora somente a Deus, realmente pode, auxiliado pelo Espírito Santo, se tornar um mordomo (ou administrador) fiel do dinheiro e das posses materiais, "digno de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio" (Lc 16:11a).

Veja as principais responsabilidades do Mordomo Fiel:
Reconhece que tudo pertence a Deus
Submete-se à Autoridade
Busca Conselhos
Age com Absoluta Honestidade e Integridade
Trabalha Diligentemente
Gasta com Sabedoria
Evita Dívidas
Economiza com Prudência
Contribui Generosamente
Não Cobiça, Nem é Ganancioso
Ensina os Filhos a lidar com o Dinheiro
Experimenta uma Vida de Contentamento
Estabelece um Estilo de Vida coerente com o Propósito de Deus
Vive na Perspectiva da Eternidade

"Muito bem, servo bom e fiel;
foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei:
entra no gozo do teu senhor". Mt 25:21


Um comentário:

Carlos Carvalho disse...

A paz do Senhor Jesus,
Excelente esta postagem, e o conteúdo deste abençoado Blog !
Já estou seguindo com certeza, e já indiquei para alguns amigos e vou continuar a divulgar. Vai ser vitórias para todos!

Aproveito a oportunidade
Para lhe convidar para ser
Mais um amigo da “ROCHA”

www.afamilianarocha.blogspot.com
www.cristinaalvescantora.blogspot.com

Fique com Deus!